Sindicato do Jazz

 

 

José Ferreira Godinho Filho, nasceu em Guaxupé, Minas Gerais, em 03 de agosto de 1928.

 

Filho de músicos, começou a tocar bateria com seu pai, aos 10 anos de idade.

 

Em 1943, mudou-se para a cidade de Usina Junqueira-SP, onde fez parte da banda e da orquestra da cidade.

 

No ano seguinte, tornou-se clarinetista e saxofonista. Em 1945, trabalhou, ainda com o pai, em circos montados em São Paulo.

 

Um músico que não se enquadrava nos padrões da época, possuía um lirismo inconfundível e muita técnica em diversos instrumentos.

 

Por sua breve carreira passaram muitos músicos, nacionais e internacionais, seu talento foi reconhecido nos quatro cantos do mundo.

 

Entre os músicos, Casé foi referência para João Donato, Paulo Moura, Sadao Watanabe, Dick Farney, Major Holley, Elis Regina, Claudete Soares, Tim Maia, Raul de Souza, Julio Medaglia, Theo de Barros, Zimbo Trio, dentre outros.

 

Nesse disco, lançado em 1960, o conjunto esbanja alegria do início ao fim, uma alegria comedida, como o movimento da bailarina estampado na capa do disco, discreto e cintilante.

 

Com movimentos suaves e precisos, em toques velozes e aveludados, podemos ouvir e sentir um prazer incomum ao perceber o som rico e profundo vindo das montanhas mineiras para todo o mundo.

 

Casé era um diamante puro e transparente, perto dele a emoção era constante e intensa, seu fraseado doce percorria a alma de quem estivesse por perto, um menino curioso que tocava um som fino e sofisticado, agradável e arrebatador.

 

Trata-se de um registro fundamental para a história do jazz, os músicos dialogam em ritimo cadenciado e o lirismo toma conta do repertório.

 

Apresentou-se tanto nas melhores orquestras e nos teatros mais luxuosos como nas bibocas mais remotas, deixou poucas gravações, que se tornaram antológicas, e foi encontrado morto aos 46 anos.

 

Faleceu em 30/11/1978, aos 46 anos, na cidade da garoa, em circunstâncias duvidosas, até hoje há dúvidas acerca da partida desse gênio do jazz para o mundo onde a música nunca acaba, pois sua morte ainda não foi esclarecida.

 

Vídeo: Confira matéria do Programa Metrópolis (20/10/2010)

 

 

Músicas:
01. Se Acaso Você Chegasse
02. Carinho e Amor
03. Palpite Infeliz
04. Feitio de Oração
05. Ideias Erradas
06. Menina Moça
07. Saudades da Bahia
08. Meditação
09. Feitiço da Vila
10. Esse Seu Olhar
11. Tim Tim por Tim Tim
12. Ensaio de Bossa

 

 

Músicos:
Casé (sax tenor e clarinete)
Paulo Lima de Jesus – “Paulinho Preto” (piano)
Heraldo do Monte (guitarra)
Garoto (vibrafone)
Shoo Vianna (contrabaixo)
Dirceu Medeiros (bateria)
Waldemar (percussão)
Rogério Tizi (ganzá e afoxé)
Corisco (pandeiro)

 

 

Ouça abaixo o programa na íntegra.

 

 

error

Curta, compartilhe e comente!