Sindicato do Jazz

 

 

Talmage Holt Farlow, nasceu em Greensboro, Carolina do Norte, EUA, em 07 de junho de 1921, mais conhecido como Tal Farlow.

 

Nasceu em uma família de músicos amadores, seu pai tocava vários instrumentos, enquanto sua mãe e sua irmã brincavam no piano.

 

Tal Farlow foi um dos melhores guitarristas a surgir durante a década de 1950.

 

Farlow foi um dos primeiros guitarristas responsáveis por traduzir o estilo bebop, introduzido por Dizzy Gillespie e Charlie Parker, para o seu instrumento.

 

Essa nova linguagem musical oscila numa cadência de notas maiores com menores da mesma escala pentatônica e produz um som repleto de colorido e sentimento.

 

Mais que ágeis, os toques dos dedos de farlow nas cordas revelam leveza, suavidade e maturidade lírica.

 

Realmente Tal Farlow tocava com uma velocidade vertiginosa. Ele recebeu ainda o apelido de Octopus (polvo), pelas suas enormes e ágeis mãos, como se fossem tentáculos.

 

Além de sua velocidade de execução ele tinha desenvolvido um senso muito rico de harmonia. Suas mãos grandes foram um recurso capaz de ampliar sua técnica, assim, era possível se esticar para tocar acordes que a maioria dos guitarristas não alcançavam.

 

Nesse disco, lançado em 1956, encontramos um trio vigoroso: piano, guitarra e baixo em perfeita sintonia.

 

The Complete Private Recordings de Tal Farlow reúne duas gravações do trio, o “Fuerst” e o “Second Set”, ambas realizadas em um apartamento de um amigo da banda.

 

O título do disco, “Fuerst”, indica o nome de um amigo, Ed Fuerst. Essa jam session foi gravada no apartamento de Ed. A qualidade da gravação impressiona e o diálogo dos músicos é arrebatador. Há muitos pontos quentes no álbum, e a qualidade da gravação é bastante audível, aquela que “derrete” como dizem alguns.

 

Na primeira gravação encontramos o vocal gutural de Gene Williams em “Out Of Nowhere”. Outra curiosidade deste disco é que na segunda gravação, na última faixa, a fita acaba e ficamos imaginando como teria terminado “Let’s Do It”.

 

Farlow continuou sua carreira e sempre se apresentava com certa regularidade em clubes e festivais pelo mundo, além de continuar seus estudos no instrumento e ministrar aulas.

 

De 1997 até 1998, Tal Farlow lutou contra um câncer no esôfago, mas não teve chance. Faleceu aos 77 anos, no dia 25 de julho de 1998.

 

 

Fonte: http://www.tal-farlow.com

 

 

Vídeo: Tal Farlow – Lil’ Darlin’, ZDF Jazzclub, Alemanha,1988.

 

 

Músicas:
01. Jordu

02. Have You Met Miss Jones

03. Out Of Nowhere

04. Opus De Funk

05. All The Things You Are

06. I Remember You

07. Yesterdays

08. Let’s Do It

 

Músicos:
Tal Farlow (guitarra)

Eddie Costa (piano)

Vinnie Burke (baixo)

Gene Williams (voz)

 

 

Ouça abaixo o programa na íntegra.

 

error

Curta, compartilhe e comente!