Educação

Greve dos professores paralisa atividades em quase todas as escolas estaduais em Guaxupé

Professora Simone Barros relata estar na luta por melhores condições de trabalho para os professores desde o inicio de sua carreira.

Publicado por Redação em 25/03/2022 às 15:23
Leandro Vidal e a professora Simone Barros. (Foto: Self)

Os professores e as professoras do estado de Minas Gerais estão em greve desde o dia 9 de março pelo pagamento do reajuste de 33,24% do Piso Nacional do Magistério de 2022. Até esta quinta feira já completaram 15 dias de paralisação, onde até o momento o movimento conta com a adesão de 85% da categoria e a certeza de que só voltam ao trabalho quando o governador Romeu Zema (Novo) pagar o que manda a lei. Os educadores de Minas afirmam não terem a reposição da inflação desde o ano de 2017.

Na edição do último sábado (19/03) do programa “Estúdio C” recebemos nos estúdio da 87 FM a professora Simone Barros que nos esclareceu em detalhes todas as reivindicações dos professores além de convidar a toda a comunidade a apoiar a luta dos educadores por uma melhor qualidade de ensino.

Última atualização em 25 de março de 2022

Tags: ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quatro × 4 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comente e Compartilhe nas Redes Sociais!