Saúde Mental

SAÚDE MENTAL: Automutilação

Casos de automutilação podem acontecer com qualquer pessoa, mas a maioria dos casos ocorrem com adolescentes.

Publicado por Redação em 06/04/2022 às 17:35
Leandro Vidal e Gina Pallos. (Foto: Self)

De acordo com a Sociedade Internacional para Estudos de Comportamentos Autolesivos define a automutilação da seguinte forma: comportamento no qual eu provoco um dano a uma parte do meu corpo, sem a intenção de tirar minha vida com essa lesão e esse é um propósito não validado socialmente. Esse é um conceito que internacionalmente se usa para o comportamento autolesivo, que aqui no Brasil é chamado de automutilação.

A maior prevalência vai da pré-adolescência até a idade do adulto jovem, ou seja, dos 12, 13 anos de idade até os 25 a 30 anos. No Brasil, ainda não há  dados consistentes sobre esse tipo de comportamento. Em relação a gênero, os estudos internacionais dizem que há uma leve prevalência entre mulheres, mas em alguns países essa estatística é igual entre homens e mulheres. No Brasil, por evidências clínicas, há prevalência maior entre garotas

Na edição do dia 18/03 do programa “Manhã Livre” durante o quadro “Saúde Mental” a psicóloga Gina Pallos falou sobre o tema automutilação.

Última atualização em 6 de abril de 2022

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

18 − oito =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comente e Compartilhe nas Redes Sociais!